segunda-feira, 11 de março de 2013

Subversiva..

Bastava o azul retinto
   que brota da janela
         escancarada
                
chá de hortelã e capim santo
tua presença amante, leituras
minha filha que se torna uma
bela mulher e escreve
                  lindamente.

Tão pouco, agora, de entreter o ato
de escrever mas escrevo
que é a grande
             subversão.

Ana Lúcia Franco, 2013

3 comentários:

Helena Chiarello disse...

Então!
Acho ótimo ser assim "subversiva".

Lola disse...

Pois, é por medo da subversão,
que tem gente com medo da poesia...
Viva a poesia!

Lola disse...

Pois, é por medo da subversão,
que tem gente com medo da poesia...
Viva a poesia!