segunda-feira, 11 de março de 2013

Revelação

Para o Theo

uma nesga de véu se
levanta, esvoaça, e nós -
perplexos

não é a matéria que deseja
ainda é o espírito que provê
matizes de êxtase, virtude
                  ou vício
                  
matéria espelho reflete
      um átimo do
que resplandece
repleto de cumes e abismos
              de gozos e dores
              de belezas e sombras. 

Ana Lúcia Franco, 2013

3 comentários:

Leonardo B. disse...


[o corpo

primeiro e último abrigo
o rio a rio, o espirito

a palavra
a forma e essência
de espirito.]

um imenso abraço, Ana

Lb

São disse...

Gostei da doçura do texto...

Boa semana


Não gostei nada foi de repetir três vezes as escrafulosas letras verificatórias, rrss

Ana Tapadas disse...

Belo na sua simetria.
muito bom o ritmo.

Beijinho, Aninha