quinta-feira, 13 de junho de 2013

Inverno redimido..

uma rosa redime
o inverno

ousam jardins
       internos
algum oásis
descoberto

manhã azul se impõe
a qualquer abstração

redimido inverno
     rosa abrupta
   tempo suave
há o que desabrocha
(primavera extemporânea)
              
escolho pousar
             um verso
neste tempo
quase exato.

Ana Lúcia Franco, 2013

5 comentários:

Leonardo B. disse...


["guarda-se o jardim dentro da rosa",

esse acto redentor ao mundo.]

um imenso abraço, Ana

Lb

Ana Lucia Franco disse...

redimido o inverno, Léo....o mundo, não..


Beijo prá ti..

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia.

Luiz Filho de Oliveira disse...

Pouso leve; verbo forte...

Ana Lucia Franco disse...

Grata, António..

Leve e forte..obrigada pelo olhar tão cativante, Luiz..